Páginas

terça-feira, 16 de julho de 2013

TEXTO: Sua mulher está te traindo

    Eu poderia acabar esse texto aqui mesmo, dizendo que se você chegou a esse blog por conta da chamada aí de cima, é porque sua mulher está mesmo com outro cara.

    Iria mais longe: diria que você até já desconfia disso. Afinal de contas, clicou neste título e está esperando que um blogueiro que você nem conhece prove que a SUA mulher — repito, SUA mulher — tem mesmo um amante.

    Ou, se as suas orações funcionarem, que ela não tem.

    Mas como eu sou um cara legal, um cara a favor da verdade e da família, vou te ajudar, amigão.  Não vou parar de escrever por aqui.

    Ao contrário: vou te falar o momento exato em que você perdeu a patroa.

    Começou naquele dia em que você foi pro futebol, deixou a gata em casa morrendo de cólica e ela nem ligou, lembra? Aquele mesmo dia em que você entrou no carro e pensou “Nossa, a mulher tá louca, nem reclamou de nada hoje”. Pois bem, ali ela já tinha outro.

    Sabe aquela noite em que a SUA mulher chegou cansada do trabalho e você não levantou a bunda do sofá para dar um beijo e perguntar como foi o dia dela? Lembra que ela nem deu bola? Quis nem olhar para a sua cara, foi tomar banho cantando no chuveiro e tudo? Ali também. Ali ela já tinha outro.

    Sabe aquele fim de semana que você estava com cara de bunda e ela te encorajou a sair com os amigos, ir dar aquela volta, espairecer? Naquele segundo em que ela nem perguntou o que você tinha, só queria mesmo que você se resolvesse para parar de incomodar... Ali também ela já tinha outro.

    Uma cena que eu adoro: aquela transadinha molenga que vocês deram outro dia. Aquela que você contou para os camaradas, enquanto reclamava que casamento é tudo a mesma droga, que sexo bom mesmo deve ser com a gostosinha da firma, tá ligado?

    Durante aquela noite, mais precisamente quando ela virou para o lado e dormiu sem nem notar a sua apatia, ali ela já tinha outro.

    E quando eu falo outro, não me refiro a um Ricardão de filme, não. Pode ser um cara até mais feinho, mais magrelo. Até mais pobre, se ela não for tão esperta.
Pode ser um livro novo, um galã recém-visto no cinema. Pode ser um curso diferente, um trabalho legal.

    Pode ser qualquer coisa, na real. Qualquer coisa que pareça devolver a mesma energia que ela oferece. O mesmo tesão — para falar claro no seu português de boçal. Algo que lhe devolva o mesmo tesão que ela sente, entrega.

    Porque amar sozinho é muito chato. E ter tesão por dois só é engraçado em novela de quinta.
    E enquanto você segue na inércia do seu colchão, tem algo/alguém bem mais interessante fazendo o coração da gata que vive na sua casa bater forte.

    Porque mulher segura todo o tempo não existe. Mulher que não questiona não existe.
    E se existir, deve ser muito, mas muito chata.
    Ou tem outro.
    Sua mulher tem outro. E a culpa é sua.

    Ainda tá aqui, cara? Vai atrás.

    Vai ficar aqui me lendo por quê?


Gostaram?

Texto retirado do blog Tá lendo por quê? (clique aqui para ir á página)

Beijos

DANI

PS: Amanhã tem sorteio novo no ar!!!

5 comentários:

  1. Sensacional!... Eu amei o texto!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Profundooo!!!hehehehe,tem gente com a pulga atrás da orelha.

    ResponderExcluir

Compartilhe conosco sua opinião!